quarta-feira, 30 de junho de 2010

Copa do Mundo !





                           
                              Comidas Típicas do Brasil


A culinária do Brasil é fruto de uma mistura de ingredientes europeus, e de outros povos, indígenas e africanos.Muitas das técnicas de preparo e ingredientes são de origem indígena, tendo sofrido adaptações por parte dos escravos e dos portugueses. Esses faziam adaptações dos seus pratos típicos substituindo os ingredientes que faltassem por correspondentes locais. Um exemplo disso é a feijoada !
A alimentação diária, feita em três refeições, envolve o consumo de café-com-leite, pão, frutas, bolos e doces, no café da manhã, feijão com arroz no almoço, refeição básica do brasileiro, aos quais são somados, por vezes, o macarrão, a carne, a salada e a batata e, no jantar, sopas e também as várias comidas regionais. Os escravos trazidos ao Brasil desde fins do século XVI, somaram à culinária nacional elementos como o azeite-de-dendê e o cuscuz.
Alguns exemplos também de comida típica são:Pé de Moleque ,Bolo de Batata Doce,Bolo de Fubá,Quindim,Mungunzá,Canjica,Pamonha,Maria Mole,Pão de Queijo,Churrasco,Arroz de Carreteiro,Buchada de Bode.

Comida Típica do Norte: As comidas típicas da região norte do Brasil são dominados por pratos a base de peixes e algumas plantas como o Jambu que é um tipo agrião do Pará. Os peixes são pela grande quantidade de rios que cortam a floresta amazônica, sendo a maior bacia hidrográfica do mundo.





Comida Típica do Nordeste:As comidas típicas são diversificadas predominando muitos tipos de peixes, carne seca e a culinária predominante com tempero apimentado.

Tem a Buchada de bode, a buchada de carneiro que é apreciada no ceará e preparado com os ingredientes: bucho de carneiro recheado com as vísceras (rins, fígado, coração, tripas). Alagoas é o lugar de comer muito peixe, crustáceos, mariscos e moluscos, lagostas, camarões, como as peixadas com pirão e regadas ao molho de pimenta.



Baião de dois.
              
Comida Típica do Sudeste:A Culinária desta região é muito variada e podemos dizer que tem mistura
Tem muita pizza, virado, frutos do mar, muitos peixes, feijoada e até chuurrasco conforme cada região do estado.

Pão de queijo
Comidas tipicas do Sul:Churrasco é o cardápio preferido do povo do Rio Grande do Sul, seja no espeto ou na grelha. Povo que gosta de comidas simples, como o arroz carreteiro e de um bom chimarrão.Há de tudo para todos os gostos., pratos à base de frutos do mar, siris, camarões, lagostas, e peixes elaborados ao forno, na brasa, em caldeiradas.  









Moeda

O Real é a moeda corrente no Brasil. Após sucessivas trocas monetárias (réis, cruzeiro, cruzeiro novo, cruzado, cruzado novo, novamente cruzeiro e cruzeiro real), o Brasil adotou o real em 1994, que, aliado à drástica queda das taxas de inflação, constituiu uma moeda estável para o país. Foi implantado no mandato do presidente Itamar Franco, sob o comando do então ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, depois eleito presidente da República. Estima-se que hoje existam mais de oito milhões de moedas perdidas do real.A Moeda foi criada pelo Plano Real em regime cambial fixo em relação a um conjunto de moedas   liderado pelo dólar americano, no início com aproximadamente o mesmo valor que este último.  Isto significava que o Real tinha um teto e um piso previamente definido para que o valor da moeda flutuasse.

Cédulas: 1 Real - Frente: Efígie da República, interpretada como uma escultura.

Reverso: Beija-flor. 
Obs.:Essa cédula ainda é válida e está em circulação, mas deixou de ser produzida pela Casa da Moeda do Brasil, porquanto se torna cada vez mais rara.
Circulação: 1994 a 2009




2 ReaisFrente: Efígie da República, interpretada como uma escultura.

Reverso: Tartaruga de pente. Circulação: 2001.



5 Reais- Frente: Efígie da República, interpretada como uma escultura.

Reverso: Garça. Circulação: 1994.
10 Reais- Frente: Efígie da República, interpretada como uma escultura.

Reverso: Arara Circulação:1994.



20 Reais- Frente: Efígie da República, interpretada como uma escultura.

Reverso: Mico-leão-dourado. Circulação: 2002



50 Reais- Frente: Efígie da República, interpretada como uma escultura.

Reverso: Onça pintada.Circulação: 1994.




.
100 Reais- Frente: Efígie da República, interpretada como uma escultura.

Reverso: Garoupa.Circulação: 1994.



Moedas: 1 Centavo

Anverso: À direita, a efígie representativa da República, ladeada por representação estilizada de ramo de louros. Na parte inferior, a inscrição "BRASIL". Reverso: Inscrição indicativa de valor, ladeada por ramos de louros. Abaixo, os dísticos "centavo" e o correspondente ao ano de cunhagem.


5 Centavos

Anverso: À direita, a efígie representativa da República, ladeada por representação estilizada de ramo de louros. Na parte inferior, a inscrição "BRASIL".
Reverso: Inscrição indicativa de valor, ladeada por ramos de louros. Abaixo, os dísticos "centavos" e o correspondente ao ano de cunhagem.


10 Centavos

Anverso: À direita, a efígie representativa da República, ladeada por representação estilizada de ramo de louros. Na parte inferior, a inscrição "BRASIL".
Reverso: Inscrição indicativa de valor, ladeada por ramos de louros. Abaixo, os dísticos "centavos" e o correspondente ao ano de cunhagem.
Obs: Há uma edição comemorativa do 50 anos da FAO para esta moeda.



25 Centavos

Anverso: No centro, a efígie representativa da República, ladeada pela inscrição "BRASIL". Na parte inferior, dístico correspondente ao ano de cunhagem.
Reverso: Linhas sinuosas de fundo dão destaque ao dístico correspondente ao valor facial, seguido do dístico "centavos". Obs: Há uma edição comemorativa do 50 anos da FAO para esta moeda.



50 Centavos
Anverso: À direita, a efígie representativa da República, ladeada por representação estilizada de ramo de louros. Na parte inferior, a inscrição "BRASIL". Reverso: Inscrição indicativa de valor, ladeada por ramos de louros. Abaixo, os dísticos "centavos" e o correspondente ao ano de cunhagem.



1 Real
Anverso: À direita, a efígie representativa da República, ladeada por representação estilizada de ramo de louros. Na parte inferior, a inscrição "BRASIL". Reverso: Inscrição indicativa de valor, ladeada por ramos de louros. Abaixo, os dísticos "Real" e o correspondente ao ano de cunhagem






Pontos Turísticos


O Brasil é uma terra cheia de magia e encanto, com muita gente animada, lugares estupendos, paisagens lindas e cheio de cores. Por ser todo cheio desse encanto às terras brasileiras tem lá seus pontos mais requisitados pelos turistas que passeia pela nossa terra.O turismo no Brasil é uma atividade econômica importante em várias regiões do país.O ponto turístico mas famoso é o Cristo Redentor no RJ.  


Alguns pontos turísticos do Brasil se encontram nos mais diferentes estados do país como Cristo Redentor (RJ), Corcovado (RJ), Teatro Municipal (SP), Catedral da Sé (SP), Parque Ibirapuera (SP), Sambódromo (SP), Praça da República (SP), Elevador Lacerda (BA), entre Teatros, Monumentos, Escolas, Catedrais, Praias etc.


O Brasil é cheio de pontos turísticos e fica ata difícil escolher mais freqüentado ou o mais bonito para visitar. A vontade é visitar todos, porém só o saber que temos um país bonito e cheio de paisagens e pontos turísticos requisitados, já deixa-nos felizes. Pois quando um país é procurado, visitado e requisitado é sinal de que é um país bom e que está crescendo. Confira abaixo outros pontos turísticos, em relação ás regiões:

- Nordeste: Essa é uma região com belas praias, que atrai todos os anos, centenas de turistas do mundo inteiro. Também é possível encontrar parques aquáticos, além de muitas outras opções. Um dos grandes destaques fica por conta do carnaval, que reúne milhares de pessoas.

- Norte: Essa é uma região com vários pontos turísticos, ainda mais nas grandes cidades. A Amazônia é um dos maiores pontos turísticos, conhecido principalmente pelo meio ambiente, uma natureza maravilhosa.

- Sudeste: São Paulo e Rio de Janeiro são os dois estados mais conhecidos do Brasil. O Rio oferece vários pontos turísticos, com belíssimas praias, parques, museus, teatros, entre muitas outras coisas. Afinal que nunca ouviu falar do carnaval carioca, ou de São Paulo. Minas Gerais e Espírito Santo também oferecem muitos pontos turísticos, vale a pena conferir.

- Centro Oeste: Brasília é uma das cidades satélites, com um design bem moderno, sendo um dos pontos turísticos da região, sendo as obras mais famosas de Oscar Niemeyer. Goiás, Mato Grosso também oferece muitos pontos.

- Sul: O Sul é bastante caracterizado pelo frio, com belas praias, cidades históricas e muito mais, que faz parte da história brasileira. Uma verdadeira biodiversidade.

 Fernando de Noronha, um dos maiores polos turísticos do país.
O Pantanal, no Mato Grosso do Sul, é um destino muito visado pelos ecoturistas.


Praia de Maceió,as praias de AlagoasDestino preferido no rio Amazonas.
 Parque nacional da chapada dos Veadeiros,um dos principais pontos turísticos de Goiás.
Jericoacoara no Ceará é um dos destinos mais valorizados no turismo brasileiro.e muito apreciado pelos turistas europeus.


Chapada Diamantina na Bahia, vista a partir do Vale do Pati.
Praia de Maceió,as praias de Alagoas.





Cultura

A cultura brasileira reflecte os vários povos que constituem a demografia deste país sul-americano: indígenas, europeus, africanos, asiáticos, árabes etc. Como resultado da intensa miscigenação de povos, surgiu uma realidade cultural peculiar, que sintetiza as várias culturas.A tensão entre o que seria considerado uma cultura popular e uma erudita sempre foi bastante problemática no país. Durante um longo período da história, desde os Descobrimentos até meados dos séculos XIX e XX, a distância entre a cultura erudita e a popular era bastante grande: enquanto a primeira buscava ser uma cópia fiel dos cânones e estilos europeus, a segunda era formada pela adaptação das culturas dos diferentes povos que formaram o povo brasileiro num conjunto de valores, estéticas e hábitos rejeitado e desprezado pelas elites. Grande parte do projecto estético modernista foi o de resgatar nos campos considerados "nobres" da Cultura (nas artes em geral, na literatura, na música, etc) e até mesmo nos hábitos quotidianos a vertente popular, considerando-a como a legítima cultura brasileira.



Religiosidade Individual: Nem todos os brasileiros e brasileiras consideram-se membros de qualquer religião, organizada ou não. Prevalece a liberdade de culto dentro do Estado Brasileiro. De acordo com a Constituição Federal, a participação de cidadãos brasileiros em quaisquer actividades religiosas no país é um direito e uma responsabilidade individual que não deve jamais ser abdicada, sofrer quaisquer tipos de coerções e/ou incitações. Nenhuma religião está acima das leis seculares vigentes em solo nacional.

Música: Alguns dos géneros musicais populares originários do Brasil mais conhecidos são o Choro, o Samba, a Bossa Nova e a Música Popular Brasileira. Como chorões podemos destacar Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo e Altamiro Carrilho. Exemplos de sambistas são Cartola e Noel Rosa. O maestro Tom Jobim, o poeta Vinícius de Moraes e João Gilberto, por outro lado, são nomes conhecidos ligados à Bossa Nova e cuja obra teve repercussão internacional, tendo sido gravada por nomes como Frank Sinatra e Stan Getz. Posteriormente à Bossa Nova, o movimento conhecido como Tropicália também teve um papel de destaque como música de vanguarda e experimental.

Mas o Brasil tinha também um papel importante na tradição clássica. Considera-se que o primeiro grande compositor brasileiro foi José Maurício Nunes Garcia, contemporâneo de Mozart e Beethoven. Carlos Gomes, autor da ópera O Guarani, adaptação do romance homónimo de José de Alencar, foi o primeiro compositor brasileiro a ter projecção internacional. No século XX destaca-se o trabalho de Heitor Villa-Lobos, responsável pela assimilação, por parte da música erudita, de diversos elementos da cultura popular, como os violões e determinados ritmos. Outros compositores importantes, na linha da música erudita são Guerra Peixe, Cláudio Santoro e Camargo Guarnieri. Na actualidade, destacam-se obras de compositores contemporâneos como Amaral Vieira, Edino Krieger e Osvaldo Lacerda.

A festa junina,o Folclore e o Carnaval são tipicos da cultura do Brasileira :

Festa Junina: Festas juninas ou festas dos santos populares são celebrações que acontecem em vários países historicamente relacionadas com a festa pagã do solstício de verão, que era celebrada no dia 24 de junho, segundo o calendário juliano (pré-gregoriano) e cristianizada na Idade Média como "festa de São João".
a fogueria,quadrilha,o casamento  e o balão são tipicos da festa junina.


Folclore:Mitos e Lendas do Brasil, mitologia, contos e lendas populares, lendas e mitos da cultura popular brasileira, saci-pererê, curupira, boitatá, lobisomem e mula-sem-cabeça, festas populares, Dia do Folclore, festividades e comemorações, contos folclóricos do nordeste






Carnaval: O Carnaval é um período de festas regidas pelo ano lunar no Cristianismo da Idade Média. O período do Carnaval era marcado pelo "adeus à carne" ou "carne vale" dando origem ao termo "Carnaval". Durante o período do Carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes. O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX.




Rumo ao Hexa Brasil !
Integrantes: Laysa,Karina,Jéssica e Ana Beatriz. 
9º ano.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário